Semana Santa: manifestações de fé e cultura tricentenárias

 

Um dos principais atrativos turísticos de São João del-Rei é a Semana Santa que acontece na Paróquia da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, centro histórico da cidade. Um misto de história e fé são marcas de uma das mais tradicionais celebrações do país.

Ao longo dos próximos dias, os fiéis e turistas vivenciarão manifestações de fé, encenações e rituais mantidos na comunidade há mais de três séculos. A partir deste dia 25, Domingo de Ramos os participantes percorrem o caminho da paixão, morte e ressurreição de Cristo. Até o domingo de páscoa é vivenciada a semana maior da fé católica.

Para o pároco da Catedral do Pilar, padre Geraldo Magela da Silva, a Semana Santa que acontece em São João del-Rei tem sua beleza por manter a tradição secular. “Nós aqui temos alguns atos importantes que nos difere de outros lugares, como o Ofício de Trevas que é rezado na quarta-feira à noite e na quinta e sexta-feira durante amanhã. Somente aqui acontece de maneira ininterrupta e completa”, distingue.

 

Magela ainda ressalta a importância das celebrações durante o período. “As atividades nos faz entrar em contato com o transcendente. A beleza da música, das ornamentações e das rituais, todos os sentidos estão envolvidos e toca no coração daquelas que creem de forma diferente e até daqueles que não creem, pois é o belo que se impõe”, destaca.

 

Programação

No domingo, 25, haverá missa às 6h, 7h30 e 18h na Catedral do Pilar. Entre elas, às 9h30, haverá bênção de ramos na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, seguida por procissão até o Pilar, onde acontecem Missa Solene e Canto da Paixão. Às 18h, saída para a Procissão do Senhor do Triunfo.

Já na segunda, 26, e na terça-feira, 27, as atividades envolverão missas no Pilar às 7h, 7h30, 18h30 e 19h. Logo depois desta última, haverá Via Sacra Solene. A quarta-feira, 28, tem como ponto alto o Ofício de Trevas às 19h. Seguindo uma tradição dos antigos cristãos, durante a celebração, as 15 velas acesas no candelabro triangular, são apagadas, sucessivamente. Exceto a última, que representa a luz de Cristo, não chega a ser apagada, mas é escondida e retorna ao altar simbolizando a “Luz da Vitória”.

 

Tríduo Pascal

Na quinta-feira Santa, 29, se inicia o tríduo em preparação para a Páscoa. No Pilar, há Missa do Crisma e Bênção dos Santos Óleos às 9h30. Mais tarde, às 17h, haverá no mesmo local a Missa da Ceia do Senhor e às 20h30, a Cerimônia de Lava-Pés, na Praça Francisco Neves, atrás da Catedral.

Na sexta, 30, voltadas a reflexões sobre a Paixão de Cristo, haverá Matinas e Laudes no Pilar, às 8h; e Sermão das Sete Palavras às 12h30. Além disso, está agendada para 15h, a Solene Ação Litúrgica. Já ás 20h30, encenação e cerimônia de Descendimento da Cruz, na escadaria da Igreja de Nossa Senhora das Mercês. O sermão será feito pelo Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira. Logo depois, acontece a Procissão do Enterro.

 

 

Confissões

As confissões individuais da Paróquia do Pilar acontecem na Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Na segunda e terça-feira, atendimento às 8h, 15h e 19h. Na quarta-feira, os horários são às 8h30 e 15h. Na quinta-feira, às 8h. E na sexta-feira e sábado, podem se confessar ás 8h30.

 

TV Aparecida

Mais uma vez, a TV Aparecida irá transmitir as celebrações da Sexta-feira Santa em São João del-Rei. As celebrações poderão se vistas por mais de 74 milhões de pessoas em todo o país. A transmissão só é possível com o apoio da Companhia Energética e Minas Gerais (Cemig) que desde 2014 realiza repasses para a Celebração, atendendo ao pedido dos deputados Reginaldo Lopes e Cristiano Silveira.

 

Leia também: Tapetes de Rua mantêm viva tradição

Música

Para os amantes da música erudita, a Semana Santa de São João del-Rei proporciona um belíssimo espetáculo. As celebrações na Paróquia de Nossa Senhora do Pilar são acompanhadas pela Orquestra Ribeiro Bastos que entoa composições barrocas de compositores são-joanenses como Padre José Maria Xavier. Já as procissões são acompanhadas pela Banda Teodoro de Faria.

Paróquias também preparam programação da Semana Santa

Foto: Aline Margotti

 

Este período é celebrado em todas as paróquias, tendo suas peculiaridades em cada uma delas. Porém, todas as celebrações litúrgicas acontecem, a diferença são os atos paralitúrgicos que não são obrigatórios como procissões do encontro, depósitos, sermões e encenações.

Paróquia do Santuário do Senhor Bom Jesus do Matosinhos
Domingo de Ramos:
Às 8h, bênçãos dos Ramos no Inocoop, seguida de procissão até o santuário com celebração da missa. No início da noite, às 18h, procissão com a imagem do Senhor do Trinfo.

Segunda-feira Santa: Missa às 19h, seguida de procissão de depósito de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos.

Terça-feira Santa: Procissão do Bom Jesus dos Passos e de Nossa Senhora das Dores, às 19h30. A paraliturgia do Encontro acontece às 20h, no adro do Santuário.

Quarta-feira Santa: Missa às 19h no Santuário, seguido de procissão da Soledade de Nossa Senhora.

Quinta-feira Santa: Às 19h30, missa da Ceia do Senhor.

Sexta-feira Santa: Via Sacra pública, às 6h. Adoração ao Santíssimo a partir das 12h. Solene Ação Litúrgica, às 15h e Sermão do Descendimento, às 20h, seguida de procissão do enterro.

Sábado Santo: Às 20h, Solene Vigília Pascal.

Domingo da Ressurreição: Missas às 8h, 9h30. Procissão com o Santíssimo Sacramento, às 18h30, na chegada, Te Deum Laudamos e missa.

 

Paróquia de São José Operário (Tijuco)
Domingo de Ramos:
Às 7h30, bênçãos dos Ramos na gruta São Bento, seguida de procissão até a Matriz de São José com celebração da missa. No início da noite, às 19h, missa e atendimento de confissões.

Segunda-feira Santa: Missa às 7h30. Já às 19h, Via-Sacra saindo da igreja Matriz até o Cemitério São José.

Terça-feira e Quarta-feira Santa: Às 7h30, missa e atendimento de confissões. Às 19h, Via-Sacra na igreja Matriz.

Quinta-feira Santa: Às 19h, missa da Ceia do Senhor.

Sexta-feira Santa: Via Sacra pública, às 5h30 e 7h, saindo da igreja Matriz em sentido a serra de São José. Adoração ao Santíssimo a partir das 12h. Solene Ação Litúrgica, às 15h e Sermão do Descendimento, às 20h, seguida de procissão do enterro.

Sábado Santo: Às 20h, Solene Vigília Pascal.

Domingo da Ressurreição: Adoração ao Santíssimo, às 7h, seguido de Santa Missa. E às 19h, missa.

1 comment

  1. Pingback: Tapetes de rua mantém viva tradição — Folha das VertentesFolha das Vertentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *