São João inaugura Sala Mineira do Artesanato

 

Setor também vai receber R$475 mil para incentivo aos artesãos do estado

 

Artesanato

Para fortalecer o artesanato e desenvolver o potencial dos artesãos, o Governo de Minas Gerais inaugurou, nesta quinta-feira, 28, a Sala Mineira do Artesão em São João del-Rei. Localizada na Estação Chagas Dória, no bairro Matosinhos, o espaço é destinado a dar apoio aos artesãos da cidade, ajudar a obter certificações e emitir a Carteira Nacional do Artesão. Durante o evento também foi assinado convênio de R$175 mil para fomentar o desenvolvimento do setor no estado.

A Sala Mineira do Artesão é coordenada pela ação do Mais Artesanato, programa da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), em parceria com o Servas, Sebrae, Emater-MG e também com a prefeitura municipal, que cedeu o espaço recém reformado.

 

Sala Mineira

Segundo o subsecretário de Desenvolvimento, Pedro Leão, a Sala é um dos produtos da política inédita de incentivo e reconhecimento ao artesanato no estado. “É a primeira vez que Minas Gerais tem uma política pública voltada para esses 400 mil mineiros artesãos. O govenador Fernando Pimentel foi o primeiro que teve coragem de tirar o artesanato da lateralidade e dar a ele esse protagonismo”, disse o subsecretário. De acordo com Leão, o espaço será referência para toda a região: “Aqui os artesãos vão poder ter informações sobre editais, feiras, cursos de formação e emitir a Carteira Nacional do Artesão”.

Durante o evento artesãos da cidade receberam a Carteira do Artesão, documento nacional que dá acesso a participação em feiras, editais de fomento e capacitação. “São oito anos de luta para conseguir esse documento. Agora com a carteirinha e os caminhos que ela vai abrir para mim, eu estou começando de novo minha vida como artesão”, disse um dos beneficiados, o artesão Joel de Oliveira.

A partir de agora, o acesso ao documento será facilitado já que as carteirinhas terão emissão descentralizada através da Sala Mineira.

 

Incentivo ao artesanato

“Para enfrentar o problema da crise e desemprego, nós precisamos aumentar a renda. O artesanato é um grande instrumento para isso e o Campo das Vertentes tem os instrumentos necessários para isso já que é uma região rica em quantidade e diversidade de artesanato”, destacou o deputado federal Reginaldo Lopes.

Carlina Pimentel assina convênio que destina R$475 mil para artesanato

Com o intuito de fomentar ainda mais o setor, a presidente do Servas e primeira-dama de Minas Gerais, Carolina Pimentel, assinou um convênio com a Codemge (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais) destinando R$475 mil para o desenvolvimento do setor do artesanato no estado. “A gente precisa olhar para essas 400 mil pessoas do estado que precisam de organização e de espaços como a Sala do Artesão, para fazer o mínimo e o que é de direito para dar dignidade e formalização ao artesão, além de oferecer capacitação para gerar renda. Podemos afirmar que as coisas estão mudando para melhor”, destacou a prmeira-dama.

Segundo Cristiano Silveira, esse é uma importante ação para o desenvolvimento do Campo das Vertentes, reconhecido pelo seu potencial e diversidade na produção artesanal. “Espero que esse equipamento e esse convênio gerem bons frutos para a qualificação técnica, geração de emprego e desenvolvimento do turismo na nossa região”, afirmou.

Inauguração Sala Mineira do Artesanato – Aline Margotti

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *